terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Agora Pois

o caminho e o caminhante
     São estradas errantes
 são santos sobre espinhos
musgos sobre pedras
      são cruzes ambulantes
divergentes sobre os acertos comentados
             sobre baías de naufrágios a deriva de salários
ou pagamentos adiantados sobre o lusco-fusco dos suores delirantes



O caminho e o caminhante
     são o tempo para falar de amor
        e seus amores estão distantes
     tão distante que  o coração é um disparato bric-brac
        brinquedo de dar corda
                                           quebrado no pôr-do-sol.

Suas curvas são afluentes
     suas retas, influentes da percussão engajada
por lívidas mensagens
        vívidos ideogramas
                            imagens do álem, do algo mais, do porém agora pois.

Nenhum comentário: